Incêndio Interno

Faíscas explodem no ar adocicado, cada palavra se torna combustível e é consumida pelas intenções da pele. As cores interagem num vermelho amarelado, queimando vivo o presente e todo seu sentimento ardente, querendo arrancar as amarras que lhe prende ao passado. O calor aumenta, turva a visão e derrete cada momento congelado pelo tempo isolado, pelos momentos esquecidos sem razão. As chamas cobrem a alma cauterizando as feridas deixadas por instantes pontuados de "não", negações que deixaram incertezas, tristezas que agora não provocam mais qualquer reação. Labaredas engrandecem como colunas ardentes que penetram os sonhos e iluminam escolhas, destinos escondidos pelo medo da queima agora são consumidos pelo incêndio interno do querer. Cada segundo vira brasa e a todo momento é possível sentir o coração ardendo no fogo de sua própria criação. Sem suplício, apenas o sentimento de liberdade sentido no encontro da chama com a dor, uma emancipação encontrada no lume da queimada interior, que faz do vazio da solidão material para nova combustão.

5 comentários:

    quem já não sentiu tal ardor?..
    beijo Leonard

     

    eita!
    fiquei imaginando alguém explodindo literalmente e metaforicamente...

     

    Muito lindo e verdadeiro!

     

    Toda dor tem seu fim e todo incêndio também.
    Mais uma vez, o tempo fica responsável por apagar as chamas!

    :*

     

    Teu blog é ótimo, parabéns!

    Vem conhecer o meu:
    leiakarine.blogspot.com

     
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Blogger Templates by Blog Forum

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/